O FUTURO DAS LESÕES DAS CARTILAGEM ARTICULAR DO JOELHO

Dano da cartilagem ? O que fazer?

 

A cartilagem articular tem uma capacidade de regeneração limitada, devido à ausência de vasos sanguíneos e à baixa potência mitogênica dos condrócitos. A auto-cura do defeito não é possível.

Quando não tratada, dependendo da sua localização e tamanho, este defeito irá progredir e, finalmente, resultar em osteoartrite (desgaste da articulação).

 

 

 

 

 

 

                                                       

Para evitar este processo destrutivo, a cirurgia de cartilagem articular visa restaurar a estrutura e a função da cartilagem hialina, que basicamente é a de proporcionar o deslizamento sem fricção durante os movimentos articulares.

 

A Geistlich desenvolveu uma membrana (matriz) para funcionar como uma cobertura de colágeno (Chondro-Gide®) projetado para regeneração guiada.

Esta matriz pode ser utilizada em combinação a diferentes abordagens estabelecidas para o reparo da cartilagem. A aplicação de Chondro-Gide® com as técnicas de estimulação da medula óssea levou a um co-desenvolvimento bem sucedido de um material, hoje conhecido como AMIC® (Autologous Matrix Induced Chondrogenesis).

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                            

 

Indicações:

-Lesões condrais e osteocondrais Grau III-IV  (Classificação de Outerbridge)

-Defeitos focais e traumáticos

-Tamanho do defeito aprox. 1,0 - 8,0 cm2

-Pacientes com idade entre os 18 e os 55 anos.

 

Contra-indicações:

-Mais de dois correspondentes defeitos na cartilagem

-Infecção sistêmica ou doença mediada pelo sistema immune

-Osteoartrite instalada

-Reacções inflamatórias da articulação

-Joelho instável, meniscectomia previa

-Varus / valgus (é necessário um procedimento de realinhamento concomitante)

-Hemofilia A / B

-Alergia ao colágeno suíno

 

A técnica combina a microfractura associado a concentrado de medula óssea com a aplicação da matriz bicamada. Após microfractura e aplicação de condroindutores as células migram para o defeito. A matriz, Chondro-Gide®, que é utilizada para cobrir o defeito, proporciona às células uma camada de colonização, estabilizando e protegendo assim o“super”coágulo formado no leito ósseo.

Nesta "câmara biológica" as células são estimuladas para diferenciar e formar tecido de reparação (cartilagem).

O lado liso e oclusivo da superfície da matriz impede que as células se difundam no espaço articular e protegem-nas do estresse mecânico. 

Em resumo, um procedimento destes é associado ao debridamento do local onde há o dano cartilaginoso, microfractura do leito subcondral, concentrado de medula óssea para servir como estimulador da regeneração cartilaginosa, e por fim a colocação da membrana bicamada no local.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                 

 

 

Como se observa, o objetivo da técnica é uma mobilização do mecanismo de reparo do corpo e a geração de tecido cartilaginoso dentro do defeito condral. Porém cada indivíduo reage bem às técnicas de tratamento da cartilagem de forma variável.

Referências:

  1. Benthien JP, Behrens P. Autologous Matrix-Induced Chondrogenesis (AMIC): Combining Microfracturing and a Collagen I/III Matrix for Articular Cartilage Resurfacing Cartilage, 2010, I(I) 65-68

  2. Steinwachs MR, Guggi T, Kreuz PC. Marrow stimulation techniques. Injury. 2008 Apr;39 Suppl 1:S26-31.

  3. Neumann K, Dehne T, Endres M, Erggelet C, Kaps C, Ringe J, Sittinger M. Chondrogenic differentiation capacity of human mesenchymal progenitor cells derived from subchondral cortico-spongious bone. J Orthop Res. 2008 Nov;26(11):1449-56.

  4. Kramer J, Böhrnsen F, Lindner U, Behrens P, Schlenke P, Rohwedel J. In vivo matrix-guided human mesenchymal stem cells. Cellular and Molecular Life Sciences (CMLS) 2006;63:616-626.

  5. Steadman JR, Rodkey WG, Briggs KK. Microfracture to treat full-thickness chondral defects: surgical technique, rehabilitation and outcomes. J Knee Surg. 2002 15(3):170−176. Rohner, D. et al. (2013). Int J Oral Maxillofac Surg. 42(5): 585-91.

  6. http://www.geistlich-pharma.com/en/orthopaedic/products/chondro-gide/user-benefits/

     Local da lesão (bem circunscrita) da cartilagem

 A membrana a ser colocada no local da lesão.

A técnica cirúrgica resumida

DR. CÉSAR A. Q. MARTINS 
Especialista em Cirurgia do Joelho
Traumatologia Esportiva
ENDEREÇO
SOT - SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 
Avenida da Itaúbas, 1.879 - Jardim Paraíso
Sinop - MT   CEP 78556-138  Brasil
TELEFONES   (66)    3532 5265  
                        (66)  99910 9960

Copyright © 2018  César Martins | Todos os Direitos Reservados.    

Criação M2.Office